Vendaval destroi plantação de Macadâmia da Dona Castanha

Neste dia 01 de fevereiro de 2019 um vendaval destroi plantação de macadâmia da Dona Castanha / Grupo Mac D’oro no interior paulista, onde foram perdidas muitas árvores.

Mesmo assim neste ano de 2019 ela espera ter um bom resultado pois está trabalhando em diversas frentes de vendas.

Hoje a Dona Castanha além das outras nozes e castanhas está buscando a exportação de suas nozes de macadâmia beneficiada e acredita muito em seus vários sabores gourmet exclusivos, tendo assim um diferencial neste mercado.

A Dona Castanha já vem de longa data mostrando sua qualidade no beneficiamento das nozes de macadâmia no mercado nacional e agora busca o mercado de exportação onde vê um grande potencial de crescimento para este ano de 2019.

Ela também possui uma loja física em São Paulo e sua loja virtual, onde consegue chegar diretamente nas casas de seu público.

A Dona Castanha está verificando o que pode ter ocorrido, e quais medidas adotar para que este tipo de problema não venha mais a acontecer.

Veja abaixo algumas fotos e filmes da plantação de macadâmia com arvores que foram afetadas pelo vento.

 

 

 


Existem dietas de diversos cardápios, algumas com o objetivo de perder peso, outras com o objetivo de ganhar massa. E existe, recentemente, a Dieta Planetária. O objetivo é ter uma alimentação saudável e proteger o planeta.

Recentemente divulgado pela britânica BBC, um relatório feito por 37 especialistas mostra que a dieta, além de evitar 11 milhões de mortes por ano de ataques cardíacos, derrames e câncer, também tem como objetivo reduzir a emissão de gases que causam o efeito estufa. De acordo com a divulgação, a pecuária é responsável por entre 14,5% e 18% das emissões de gases de efeito estufa provocadas por atividades humanas. De acordo com a correspondente de meio ambiente da BBC, a agricultura e a produção de alimentos consomem 70% das fontes globais de água doce para irrigação.

Um diferencial dessa dieta é que ela visa reduzir o consumo de carne vermelha. isso significa que o consumo pode acontecer, porém apenas uma vez por semana e intercalar as refeições com peixe, frango, verduras e legumes. O restante das proteínas deve ser proveniente de leguminosas ou oleaginosas (frutas, vegetais e sementes com alto teor de lipídios e que podem ser consumidas de forma natural).

A dieta planetária sugere que 2.500 calorias sejam ingeridas por dia. Os pesquisadores também sugerem o consumo de 50 gramas de nozes e 75 gramas de leguminosas (feijão, grão de bico e lentilha) todo dia. Além disso destacam que as pessoas devem elevar o consumo de verduras e legumes para que eles representem a metade de cada refeição.

A castanha é o fruto seco obrigatório em qualquer dieta, e na planetária não é diferente. As oleaginosas como a castanha-do-pará, as nozes, a castanha de caju e as amêndoas proporcionam grandes benefícios para a saúde quando inseridas na alimentação.

Além de ser um dos frutos secos com menor quantidade de gordura, é um alimento saciante. 100 gramas e castanhas equivalem a 220 calorias, 45,5 gramas de hidratos de carbono e 1,3 de gordura.

 

Caso tenha interesse em conhecer as nossas opções de castanha do Pará acesse o link: http://bit.ly/promodonacastanhafev

Página 1 de 1412345...10...Última »