O açúcar refinado é muito consumido diariamente por nós, no café, preparação de alimentos, nos produtos comprados industrializados. E quando decidimos cortar alimentos que fazem mal a saúde, a quantidade de açúcar é um dos primeiros ingredientes.
O açúcar refinado é considerado uma substância antinutricional por não conter vitaminas e minerais que são nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo. Além disso se consumido em grandes proporções o corpo reage negativamente
Mas, para os amantes de doces que não passam sem, existem alternativas que substituem o açúcar refinado. Essas são opções mais saudáveis que o açúcar refinado e ainda possuem mais nutrientes que fazem bem a saúde.
Agora na produção das castanhas gourmet trocamos o açúcar refinado pelo açúcar demerara.

Benefícios do açúcar demerara
As principais diferenças entre o açúcar demerara e os demais tipos estão no sabor, na cor e na composição nutricional. O açúcar quanto mais escuro mais possui vitaminas e minerais. A cor branca significa que ele recebeu aditivos químicos em seu processo de refinamento.
• O consumo do açúcar demerara reduz a ingestão de aditivos químicos no organismo.
• Ajuda no funcionamento do sistema imunológico e acelera o metabolismo por ter vitaminais que não atrapalham o funcionamento do corpo.
• Ele tem um valor nutricional parecido com o açúcar bruto, diferente dos açúcares que passam por processos de refinamento mais profundos, sendo fonte de nutrientes como cálcio, ferro, potássio, vitaminas do complexo B, cobre, magnésio e fósforo.

A Dona Castanha vem dia a dia buscando novas receitas e alternativas para deixar seu produto o mais saudável possível sem perder seu delicioso sabor, e encontrou no açúcar demerara orgânico mais um parceiro em busca deste objetivo em suas receitas.

Clique no link abaixo e veja as novas receitas de nozes e castanhas com açaí exclusivas no mercado.

https://www.donacastanha.com.br/sabores/com-acai


Existem dietas de diversos cardápios, algumas com o objetivo de perder peso, outras com o objetivo de ganhar massa. E existe, recentemente, a Dieta Planetária. O objetivo é ter uma alimentação saudável e proteger o planeta.

Recentemente divulgado pela britânica BBC, um relatório feito por 37 especialistas mostra que a dieta, além de evitar 11 milhões de mortes por ano de ataques cardíacos, derrames e câncer, também tem como objetivo reduzir a emissão de gases que causam o efeito estufa. De acordo com a divulgação, a pecuária é responsável por entre 14,5% e 18% das emissões de gases de efeito estufa provocadas por atividades humanas. De acordo com a correspondente de meio ambiente da BBC, a agricultura e a produção de alimentos consomem 70% das fontes globais de água doce para irrigação.

Um diferencial dessa dieta é que ela visa reduzir o consumo de carne vermelha. isso significa que o consumo pode acontecer, porém apenas uma vez por semana e intercalar as refeições com peixe, frango, verduras e legumes. O restante das proteínas deve ser proveniente de leguminosas ou oleaginosas (frutas, vegetais e sementes com alto teor de lipídios e que podem ser consumidas de forma natural).

A dieta planetária sugere que 2.500 calorias sejam ingeridas por dia. Os pesquisadores também sugerem o consumo de 50 gramas de nozes e 75 gramas de leguminosas (feijão, grão de bico e lentilha) todo dia. Além disso destacam que as pessoas devem elevar o consumo de verduras e legumes para que eles representem a metade de cada refeição.

A castanha é o fruto seco obrigatório em qualquer dieta, e na planetária não é diferente. As oleaginosas como a castanha-do-pará, as nozes, a castanha de caju e as amêndoas proporcionam grandes benefícios para a saúde quando inseridas na alimentação.

Além de ser um dos frutos secos com menor quantidade de gordura, é um alimento saciante. 100 gramas e castanhas equivalem a 220 calorias, 45,5 gramas de hidratos de carbono e 1,3 de gordura.

 

Caso tenha interesse em conhecer as nossas opções de castanha do Pará acesse o link: http://bit.ly/promodonacastanhafev

Página 3 de 712345...Última »